Você sabe o que é slow fashion? | Parei nos 25

Você sabe o que é slow fashion?

(Imagem retirada da Internet)
Recebi essa matéria e resolvi compartilhar a informação com vocês. Vamos lá! O Slow Fashion permeia sob a mesma premissa do Slow Food, ou seja, o consumo consciente dos produtos levando em consideração a maneira que são produzidos. O Slow Fashion foi criado pela inglesa Kate Fletcher.
(Imagem retirada da Internet)
"Em busca de um consumo mais consciente também na moda, o slow fashion surgiu como um conceito alternativo à indústria de massa. Ele parte do princípio de que nossas escolhas afetam o meio ambiente e as pessoas, por isso podem ser feitas visando a gerar mais impactos positivos do que negativos. A tendência traz valores como maior respeito à natureza, responsabilidade social e menor o ritmo de produção e descarte de produtos. “Menos é mais”, podendo estabelecer condições mais justas de trabalho.
Dentro desta proposta, a qualidade é mais importante do que a quantidade. As peças são feitas para durar mais, o que norteia a escolha das matérias-primas e a forma como são elaboradas. Com prazos maiores, o custo de produção e o preço tendem a ser mais altos."
(Imagem retirada da Internet)
"No slow fashion, o design também segue tendências mais atemporais. Mas, se depois de um tempo você enjoar daquela peça, ou achar que ela está muito fora de moda, uma alternativa interessante pode ser customizá-la.
Tirar a manga de uma camiseta, arriscar com a tesoura, colocar um aplique ou bordado na roupa, recombinar acessórios, enfim, a criatividade e a personalização não precisam ter limites – o que é muito bem-vindo dentro deste conceito. Além disso, alugar roupas, comprar em brechós, realizar bazares e a troca de peças são outras formas de ‘estar’ na moda slow."
É um assunto bem interessante a ser avaliado. Em meu ponto de vista a ideia central faz todo sentido e norteia um pouco o conceito de moda fazendo as pessoas entenderem que não é para consumir apenas porque é tendência. É preciso comprar tendo a consciência da funcionalidade e usabilidade de cada produto e não apenas comprar por comprar ou comprar por ter. Acredito que com essa grande massa informativa e o número crescente de blogs acabamos por induzir ao consumo desnecessário e a criar uma sociedade totalmente focada no ter e não no ser o que gera uma gama de problemas psicológicos e consequentemente sociais. Ou seja, eu meu ponto de vista isso aí dá pano pra manga e serve bastante para nos autoavaliarmos. Vamos comprar, mas tendo a certeza de que estamos precisando de fato do produto. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!!
Beijinhos,
Parei nos 25!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...